Ele é o Mário!

Tirar fotos de animais não é fácil! Admiro quem trabalha com animais e consegue fazer fotos maravilhosas!!!

Semana passada nosso buldogue francês fez 1 aninho e a ocasião pediu um mini ensaio fotográfico. 😀
Contei com a ajuda da minha assistente tanto para dirigir o modelo como para fotografar. 
Com vocês o nosso mascote Mário Escuro.

ImageImageImageImageImageImageImageImageImageImageImage

Anúncios

Sem palavras….

Email que recebi de uma cliente! ♥

Liane,
 
Você não imagina o tamanho da minha felicidade…
 
Na minha família, sempre houve uma fascinação por fotografia. Meu pai era um fotógrafo amador e tudo para ele já era motivo para uma linda fotografia. Temos um número absurdo de fotos nossas de uma época em que não havia toda essa tecnologia e é extremamente prazeroso relembrar os momentos quando reviramos os álbuns. Acontece que papai partiu para outro plano há quase 4 anos e desde então, fotografar para nós tornou-se algo meio sem-graça, pois era ele quem sabia qual era o momento ideal, quem se preocupava em carregar a camera para todos os lados e essas coisas…
 
Quando contratei o seu trabalho a intenção, é claro, era de eternizar aquele dia (tenho um trauma com o meu aniversário de 15 anos, onde a filmagem foi perfeita, mas as fotos um desastre!), mas eu jamais poderia imaginar o quão importante para mim isso seria. Você me trouxe uma lembrança maravilhosa do meu pai, do quanto as fotografias nos fazem “viajar” no tempo, do quanto elas são bacanas. Sem contar, que a sua forma de trabalho, lembra muito a do meu pai. Você tem na alma a paixão por fotografia, assim como ele tinha também. 
 
Só posso agradecer imensamente por ter resgatado esse sentimento bom em mim. Tenho certeza que daqui pra frente agirei de outra forma. Claro que não terei fotos tão bacanas quanto as suas, mas com certeza elas marcarão aquele momento único e no futuro me trarão boas lembranças. Nem que seja um dia qualquer na pracinha com o Arthur, um cinema, a volta da escola…
 
Obrigada por tudo, muito sucesso e espero nos encontrar em breve!
 
Beijos,
 
Rachel

Todo começo é difícil. Seja o começo de uma vida, ou de uma escolha profissional. Porque se adaptar é difícil, encontrar o caminho mais ainda. E quando se encontra, surgem dúvidas, medos e aquele mundo de sentimentos que são complicados até para descrever.

Por muitas e muitas vezes tenho medo, por dias e dias penso no futuro. E o que me dá forças para continuar e acreditar que esse é o meu caminho, são os retornos que recebo das pessoas que por mim são clicadas.

E isso é sim o melhor e maior reconhecimento que eu posso ter. Porque são eles que estão comigo, porque são eles que acreditam no que eu faço! E é pra eles que eu me dôo naquele e nos momentos seguintes até saber que o DVD foi recebido.

Escolhi o email da Rachel, entre os meus amigos que me deram a oportunidade de fotografá-los, porque foi um dos últimos que recebi. Mas todos, TODOS, tem muita importância o são recebidos com o mesmo carinho e entusiasmo. Eu só posso agradecer à vocês!

ImageImageImage

Quando era pequena sempre pensava no que seria. Sabia que não tinha vocação pra área médica, nem para as matemáticas. Meus testes vocacionais sempre deram para área artística! Não tinha vontade de fazer artes cênicas, nem teatro. Acabei optando pela área de educação. Apesar disso essa nunca foi a minha escolha de verdade, e talvez por isso minha pouca experiência em educação tenha sido com adultos. E confesso: “Amei!”.
Talvez tenha amado pelo conjunto da obra. Era em empresa, adultos são mais responsáveis e menos cansativos. Dão valor ao seu trabalho e ao seu tempo! Foi gratificante trabalhar com EJA.

Minha vida pessoal e profissional tomou outro rumo. Fui parar em empresas sempre na área administrativa. Confesso que gosto! Sou chegada á planilhas, organização… mas apesar disso nunca estava satisfeita!

Hoje estou somente com a fotografia. E confesso muitas vezes tenho medo. Minha vontade é abraçar o mundo! Agarrar toda e qualquer oportunidade e não deixar nada escapar. Mas ao mesmo tempo que tenho esse desejo, tenho receio de me quebrar. Porque pela primeira vez em todos esses anos, tenho orgulho do que faço! Tenho prazer e amor pelo que escolhi.
Quero sempre melhorar e penso sim em um futuro! E talvez por isso eu por muitas vezes tenho que aprender o meu limite! Aprender a dizer não e a entender que meus braços e pernas são curtos. Minha vida profissional é um RN que acabou de abrir os olhos, que antes estavam fechados. Talvez pela decisão que tomei, sinto que estou amadurecendo e que com isso elevo meu olhar!

Queria desabafar um pouco! Acabei de entregar minhas primeiras fotos da capoeira e fiquei feliz! Vou aproveitar o feriado para organizar e tirar bastante foto para dividir com vocês.